Como pioneira da ousada tendência de pedras preciosas coloridas da década de 1980, muitas das primeiras pedras que Paloma usou haviam sido completamente ignoradas pelo setor no passado. Ela se lembra de quando entrou na sala para uma reunião com a Tiffany e todo o estoque de pedras preciosas da empresa estava disposto em uma mesa para ela escolher. “Fiquei completamente fascinada. Não sabia que poderíamos ter cores tão extraordinárias e vibrantes. Eu me diverti muito com todas aquelas pedras e descobrindo que o que a natureza produz é infinito.” Seu amor por pedras preciosas pode ser visto em coleções como Olive Leaf, Paloma’s Sugar Stacks e sua nova coleção Paloma’s Studio. Além do uso de cores, Paloma também é reverenciada pelos significados que ela difunde em seus designs. Muitas de suas peças apresentam um efeito semelhante a um talismã. Isso ficou mais evidente em sua inovadora coleção masculina – uma das primeiras do seu tipo.